Buscar
  • Vip Shore

Desenvolvedores têm salários 20% superiores

Cursos de especialização para formação desse tipo de profissionais crescem principalmente pela remuneração competitiva oferecida pelo mercado em cargos iniciais e menor tempo de duração em relação às graduações tradicionais. Em comparação aos jovens recém-formados de outros cursos nas faculdades, os salários de desenvolvedores são 20% superiores.


Matheus Barbieri, 18 anos, estudante

Segundo recente pesquisa da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), atualmente cerca de 70% dos estudantes brasileiros que se formam no ensino médio não conseguem ingressar em uma faculdade por falta de dinheiro ou pelo fato de não conseguir vaga em uma instituição pública. Uma alternativa para esses jovens são os cursos de especialização, de até 28 semanas de duração, que formam, por exemplo, desenvolvedores voltados especificamente para as necessidades imediatas do mercado de trabalho.


Enquanto isso, o mais recente Índice de Empregabilidade elaborado pelo Semesp, entidade que representa as mantenedoras do ensino superior, revela que a remuneração média do brasileiro do sexo masculino entre 25 e 29 anos, com formação superior, é de R$ 3.035. Já as mulheres possuem média de R$ 2.406.

Matheus Barbieri, de 18 anos, morador de São Paulo, é o caso de jovem que decidiu realizar o curso de Desenvolvimento Web, para aprender as habilidades técnicas de programação de forma mais aprofundada e já adaptada às exigências atuais no mercado de trabalho. “Durante o Ensino Médio fiz um curso técnico de informática integrado com a intenção de começar a trabalhar cedo. Decidi me aperfeiçoar por meio de um bootcamp, espécie de curso de especialização de nove semanas, porque conseguiria me desenvolver e conquistar mais rapidamente um emprego fixo na área, como acabou acontecendo”, explica. Hoje ele é analista de desenvolvimento júnior da consultoria Stefanini.

A vaga foi conquistada após a sua participação na Hiring Week, evento organizado pela instituição ao final do curso que aproxima os estudantes com empresas que estão em busca de novos talentos na área de tecnologia. “Agora o objetivo é adquirir experiência e conseguir pouco a pouco me consolidar dentro da empresa e posteriormente realizar o ensino superior. No prazo de 5 a 10 anos, pretendo alcançar uma posição de liderança no mercado”, complementa. Bolsas de estudos

Para incentivar a formação de talentos, a Ironhack fez uma parceria com a Cabify neste mês de julho, oferecendo R$ 250.000 em descontos. Interessados devem acessar http://www.ironhack.com/bolsas-cabify e preencher um cadastro até dia 31 de julho. Os ganhadores das bolsas de estudo serão selecionados de acordo com o número de acertos e tempo de realização de um teste on-line, além da análise do time da Ironhack e Cabify quanto ao questionário pessoal.

Sobre a Ironhack Fundada em 2013 por Ariel Quiñones e Gonzalo Manrique, a Ironhack é uma escola de tecnologia com campus em Madrid, Barcelona, Berlim, Paris, Amsterdã, Lisboa, Miami, Cidade do México e São Paulo, voltada para o treinamento de alunos para empregos digitais. A Ironhack já treinou mais de 3 mil estudantes de 70 nacionalidades diferentes em pouco mais de cinco anos e foi reconhecida como uma das três melhores escolas do mundo pelo coursereport.com e switchup.org. Com um modelo que tem garantido a empregabilidade de mais de 85% de seus estudantes em até três meses depois do treinamento, a sua missão é permitir que qualquer um seja protagonista da revolução digital. Mais informações em: www.ironhack.com.

3 visualizações
Logo Cuidar .jpg
Logo Salesiano -Itajai.png
1.jpg
enio logotipo.png
wizard.png
forsafe LOGO.jpg
Logo Porto Grill.png
logo REMAX.jpg
sakai logo.jpg
VJP_NÁUTICA_logo.jpg

Centro Empresarial Sibara

Avenida Brasil, 1500, sala 317

Centro | Balneário Camboriú

88.330-901

  • YouTube - Black Circle
  • instagram.com/vipshore
  • Facebook - Black Circle

CONTATO:  (47) 3264.9639  |  3361.0191   |   3398.3820   |   9936.0147