Buscar
  • Vip Shore

A TERRA ESTÁ SOBRECARREGADA

Atualizado: 9 de Out de 2019

Em 29 de julho, o Dia da Sobrecarga da Terra 2019, teve início o déficit ecológico mais grave desde a década de 1970. A constatação é da entidade Global Footprint Network – pioneira no cálculo da Pegada Ecológica.


Mystic Art/Pixabay

De acordo com o estudo, esta data marcou o esgotamento dos recursos naturais que o planeta é capaz de renovar em 2019. A Pegada Ecológica contabiliza toda a área biologicamente produtiva necessária para suportar as necessidades de um indivíduo ou a população de uma região em termos de alimentação, fibras, produtos florestais, sequestração de carbono e área para infraestruturas. Atualmente, as emissões de carbono representam 60% da Pegada Ecológica da humanidade.

Mais de 80 mil pessoas já assinaram as petições em curso que exigem das autoridades dos Estados Unidos e da União Europeia que a gestão dos recursos biológicos seja colocada no centro do processo de tomada de decisão, a fim de mover o Dia da Sobrecarga da Terra para o final do ano. Em síntese, 29 de julho marcou a data a partir da qual o consumo de recursos naturais ultrapassou a capacidade de regeneração dos ecossistemas para este ano. Nos últimos 20 anos, essa data já se antecipou três meses. Em outras palavras, é exercida uma procura quase duas vezes superior à capacidade de regeneração dos ecossistemas, ou seja, anualmente, a humanidade está usando os recursos equivalentes a um planeta e mais 75% dele!

Os custos deste excesso tornam-se cada vez mais evidentes em todo o mundo, sob a forma de destruição de florestas, erosão dos solos, perda de biodiversidade e acumulação de dióxido de carbono na atmosfera, levando a alterações climáticas e a secas, incêndios e furacões cada vez mais graves. “Sublinhar que não podemos usar 1,75 Terras por muito tempo quando só temos uma, é simplesmente reconhecer o contexto da existência humana”, diz Mathis Wackernagel, coinventor da Pegada Ecológica e fundador da Global Footprint Network. “Em última análise, a atividade humana será equilibrada com os recursos ecológicos da Terra. A questão é se escolhemos chegar lá por desastre ou por planejamento – se pretendemos a miséria ou a prosperidade de um planeta”, acrescenta ele.

A proposta da Global Footprint e o grande desafio é mover a data para trás cinco dias por ano, levando a humanidade a alcançar a compatibilidade com os limites do planeta antes de 2050. Por exemplo, a substituição de 50% do consumo de carne por uma dieta vegetariana mudaria a data em 15 dias (dos quais, 10 dias correspondem à redução das emissões de metano do gado). A ideia é garantir que os habitantes da terra cheguem ao final de cada ano de forma equilibrada, sem ter esgotado os recursos naturais já em julho, como ocorreu agora, em 2019.

A entidade e seus parceiros convidam cidadãos de todo o mundo a explorar um conjunto de passos para mover a data no movimento global que apoia a saída da humanidade da sobrecarga ecológica. Estes passos estão ligados a cinco grandes soluções: energia, alimentação, cidades, população e planeta. As oportunidades de ação incluem iniciar uma conversa sobre crescimento populacional, criar iniciativas no local de trabalho, a redução do desperdício alimentar e exigir dos governos responsabilidade na gestão dos recursos naturais.


CALCULE A SUA PEGADA
http://www.footprintcalculator.org/

7 visualizações
Logo Cuidar .jpg
Logo Salesiano -Itajai.png
1.jpg
enio logotipo.png
wizard.png
forsafe LOGO.jpg
Logo Porto Grill.png
logo REMAX.jpg
sakai logo.jpg
VJP_NÁUTICA_logo.jpg

Centro Empresarial Sibara

Avenida Brasil, 1500, sala 317

Centro | Balneário Camboriú

88.330-901

  • YouTube - Black Circle
  • instagram.com/vipshore
  • Facebook - Black Circle

CONTATO:  (47) 3264.9639  |  3361.0191   |   3398.3820   |   9936.0147