Um mundo construído

através de perguntas

Foto: Byron Prujansky

Ele é um dos locais mais fotografados do Brasil e, também, o museu mais visitado do País. O Museu do Amanhã, localizado no Rio de Janeiro, é um espaço de artes e ciências, que resgata o passado, apresenta o presente e mostra os possíveis cenários do futuro, mais especificamente para os próximos 50 anos. Caminhando pelo local, é impossível conter as sensações, ques-tionamentos e pensamentos inspirados pelas expo-sições, formas e imagens. É hora de conhecer um pouco do novo ícone cultural e turístico do Brasil.

 

Inaugurado em dezembro de 2015, o Museu do Amanhã busca trazer questionamentos importantes para a sociedade, principalmente em relação ao papel e intervenção do homem no ambiente. Aliás, a palavra ‘amanhã’ foi escolhida justamente por este motivo, para questionar como será o futuro a partir das nossas próprias escolhas. O museu foi eleito o melhor da América do Sul e Central pelo Leading Culture Destinations Awards – cerimônia reconhecida como o “Oscar” britânico, que premia instituições de artes sem fins lucrativos ao redor do mundo.

Foto: Byron Prujansky

 

 

 

Construído no Píer Mauá, ele possui cerca de 30 mil metros quadrados e está projetado no meio de uma área verde, abrigando jardins, espelhos d'água, ciclovia e área de lazer. A estrutura sustentável foi desenvolvida pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava - que utilizou elementos da natureza, como a água da Baía de Guanabara, em sua projeção. Este elemento é aplicado na climatização do interior do museu e, depois, reu-tilizado nos espelhos d'água. O telhado do local também possui função que ajuda a garantir a sustentabilidade. Nele, grandes estruturas de aço se movimentam como asas, servindo de base para placas de captação de energia solar.

 

Dentro desta estrutura, um mundo de artes e ciências se apresenta aos visitantes. Exposições que mostram a história da civilização, desde o passado até o futuro, ensinando e fazendo questionar. Entre elas, está a exposição “Antropoceno: somos uma força planetária”. Nela, são apresentados, através de seis totens de dez metros de altura, vídeos com informações e dados atuais referentes às principais causas do período em questão, como o aumento da população em todas as partes do mundo. O nome desta exposição faz uma refe-rência à “Época dos Humanos” - o que é considerado um novo momento da história da humanidade.

 

Uma das novidades dos últimos meses foi o lançamento de um projeto baseado na Inteligência Artificial. A assistente virtual denominada IRIS+ tem como objetivo encorajar o visitante a pensar e questionar seu papel social. Já ao entrar no museu, os visitantes recebem um cartão IRIS+, que serve como guia durante o passeio e registra os dados de cada um. Conforme vai adentrando no espaço, ele depara-se com questionamentos que irão nortear sua exploração cultural. As perguntas feitas são sobre temas que acompanham a humanidade desde os primórdios. Afinal, de onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Como queremos ir?  No final do percurso, através de totens de autoatendimento, é possível que o visitante converse com a IRIS+ sobre sua experiência. Deficientes auditivos, ou quem preferir, pode conversar com a assistente virtual por chat.

 

q

q

Outro projeto recente desenvolvido pelo museu foi o lançamento da plataforma 2018: Brasil do Amanhã. Nela, foi colocado em movimento a proposta de melhorar a qualidade da democracia através do debate. Estas são apenas algumas das atrações deste espaço do saber e do questionar. Ficou interessado em visitar? Se sim, uma dica é comprar seus ingressos pela Internet, pois o museu costuma lotar e os ingressos são limitados. Vale ressaltar que, às terças-feiras, a entrada é gratuita.

Sobre

O Museu do Amanhã é gerenciado pelo Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG) e se consolidou como uma das principais atrações turísticas e culturais do País. Iniciativa da Prefeitura do Rio de Janeiro, ele foi desenvolvido em conjunto com a Fundação Roberto Marinho, tendo o Santander como patrocinador Máster. Entre seus patrocina-dores e parceiros também estão a Shell, IBM, IRB-Brasil RE, ENGIE, Grupo Globo, CCR, Deloitte, Intel, Cisco, Fundation Engie, JCDecaux e Suvinil.  O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, e o Governo Federal, pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), também apoiam a instituição.

 

Serviço

 

Museu do Amanhã

Local: Praça Mauá- Centro - Rio de Janeiro (RJ)

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h (com a última entrada às 17h)

Ingressos: É indicado que sejam adquiridos online. Os valores são R$ 20,00 para entrada inteira, e R$ 10,00 para meia entrada.

Foto: Byron Prujansky

Foto: Cidade Olímpica

SIGA A VIP SHORE

  • Facebook
  • Instagram

Centro Empresarial Sibara

Avenida Brasil, 1500, sala 317

Centro | Balneário Camboriú

88.330-901

  • YouTube - Black Circle
  • instagram.com/vipshore
  • Facebook - Black Circle

CONTATO:  (47) 3264.9639  |  3361.0191   |   3398.3820   |   9936.0147